Postagens

Entrevista -Jornal Tribuna do Norte - Apucarana

Imagem

Diabetes: Como saber se tenho predisposição?

Imagem
Diabetes: Como saber se tenho predisposição? Levando-se em consideração que o diabetes é uma doença crônica e pode determinar diversas complicações à saúde, o medo e o preconceito invadem o consultório médico diante da possibilidade do diagnóstico. Ao término da consulta, cabe ao paciente se vai valorizar a informação oferecida pelo médico, ou não, especialmente quando se trata de um “pré-diabetes”, onde os sintomas da doença ainda não imperam, porém, segundo muitos estudos, as complicações crônicas da doença já podem ganhar tempo para se desenvolverem, a partir daí, e o paciente deixa de ganhar tempo para proteger-se contra estas complicações caso não aceite a possibilidade doença, desde cedo. O diagnóstico da doença já pode ser perceptível mesmo antes da glicemia estar acima de cem. Muitos pacientes, no pré-diabetes teem a glicemia de jejum baixa, abaixo de setenta, porém a glicemia após as refeições já pode ultrapassar o valor de cento e quarenta. É que a obesidade, especialmente a…

Desafios na obesidade

Imagem
Fácil pensar o quanto se ganha de peso num curto período de tempo. Difícil é se programar para a grande escalada de perda de peso num prazo estimado de tempo. Vários fatores interferirão nesse processo como consciência do estado geral do indivíduo (sobre o seu corpo), disponibilidade psíquica para o evento. Determinação para enfrentar todas as mudanças devidas não só para o espaço de tempo programado para a perda de peso, mas também para a manutenção do peso perdido. O que se deve fazer e pensar? Cada coisa no seu tempo! Primeiro: quem decidiu sobre a necessidade de perder peso? Foi encaminhamento de algum médico? Segundo: quem empurrou o indivíduo para a consulta, foi o conjuguê? Terceiro: perder peso para quê? Tem-se uma definição sobre a importância ou desejo do tratamento? Pacientes geralmente veem de forma programada: preciso perder peso devido a minha saúde, não só por estética! Ou: meus exames vieram alterados; estou com gordura no fígado... Várias explicações são cabíveis para j…

Diabetes: Como saber se tenho predisposição?

Diabetes: Como saber se tenho predisposição?
Levando-se em consideração que o diabetes é uma doença crônica e pode determinar diversas complicações à saúde, o medo e o preconceito invadem o consultório médico diante da possibilidade do diagnóstico. Ao término da consulta, cabe ao paciente se vai valorizar a informação oferecida pelo médico, ou não, especialmente quando se trata de um “pré-diabetes”, onde os sintomas da doença ainda não imperam, porém, segundo muitos estudos, as complicações crônicas da doença já podem ganhar tempo para se desenvolverem, a partir daí, e o paciente deixa de ganhar tempo para proteger-se contra estas complicações caso não aceite a possibilidade doença, desde cedo. O diagnóstico da doença já pode ser perceptível mesmo antes da glicemia estar acima de cem. Muitos pacientes, no pré-diabetes tem a glicemia de jejum baixa, abaixo de setenta, porém a glicemia após as refeições já pode ultrapassar o valor de cento e quarenta. É que a obesidade, especialmente a …

Fraturas e Osteoporose

Imagem
Fraturas e Osteoporose A Osteoporose é uma doença de rarefação óssea onde ocorre perda acentuada do osso de forma progressiva. Na mulher essa perda se dá rapidamente e especialmente após os primeiros 5 anos de menopausa e no homem ocorre normalmente após os 70 anos de idade pela deficiência de vitamina D3 e ingesta de cálcio.
O paciente portador de osteoporose tem maior risco de doenças e morte devido às fraturas ósseas que podem ocorrer na terceira idade.                 As fraturas minúsculas e progressivas na coluna (vértebras) são as mais comuns e podem ocorrer por uma queda da própria altura ou movimentos que forcem demais a coluna.  Essas pequenas fraturas que não aparecem no raio x não dão sintomas na hora, porém vão causando deformidades e causando cifose (corcunda na coluna, aprofunadamento da coluna lombar, além de desvios) e as dores vão sendo progressivas. Também ocorre perda da estatura e risco de grandes fraturas na coluna visíveis ao raio x.                 As fraturas …

Retinopatia diabética

Imagem
O termo retinopatia se refere a doença na retina – parte do olho responsável pela formação das imagens que enxergamos. Devido às alterações nos vasos sanguíneos ocorridas após alguns de diabetes mal controlado é que aparecem os primeiros sinais de lesões na retina. A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira em diversos países e a cegueira é 25 vezes mais fácil de ocorrer num diabético do que numa pessoa normal. Existem vários tipos de diabetes e entre eles os mais comuns são o tipo 1 e o tipo 2.  O tipo 1 é aquele da infância e juventude e torna o indivíduo insulino-dependente desde o início da doença. Nesse tipo de diabetes a falta de insulina pode levar ao coma e morte rapidamente caso a glicemia não seja controlada pela insulina. 35% dos diabéticos do tipo 1 já apresentam algum grau de retinopatia após os primeiros 5 anos de doença. O diabetes tipo 2 ocorre mais na idade adulta e está muito associado à obesidade abdominal e à genética familiar. A maioria desses pacient…